Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

A DECISÃO

Um conto erótico de Marmanjo64
Categoria: Heterossexual
Data: 20/09/2008 23:33:05
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual

Caros amigos leitores deste site, sei que vocês não gostam de deixar seus comentários depois de ler, os contos qui escrítos por nos, mais hoje eu estou precisando tomar uma descisão importante, vocês só irão entender depois de ler.

Nasci em um pequeno Povoado, no interior de um Municipio no Estado de Minas Gerais, meu sonho sempre foi estudar em Belo Horizonte.

Com dezoito anos de idade, tive um romanse com uma de minhas primas, ela se chama Rita, nos namoramos um ano e um mês, ela é uma linda mulher, alta, com seus cabelos preto na altura dos ombros, lábios finos, olhos verdes, seios médios, tem um corpo escultural, bumbum redondo e coxas grossas, uma linda mulher.

Nossa familia é muito religiosa, por este motivo nunca tranzamos, sexo éra proibido antes do casamento, estes éram os ensinamentos de sua mãe, muitas vezes nos chegamos bem perto, mais ela não concordava e nos tinha que ficar com aquela tesão retraida, sentia que ela tambem queria, mais lembrava dos conselhos de sua mãe e cortava.

Ela tem dois irmãos que são meus amigos, certo dia nos fomos os trêz para a cidade participar de uma festa de boiadeiro, lá pelas duas horas da manha, nos trêz já bêbados, resolvemos ir a um cabaré, um puteiro que existia no lado da cidade, só chegamos em nossas casas quando o sol já estava saindo, não deu outra, Flavio irmão mais novo de Rita, abriu a boca e contou de nossa aventura, Jorge seu irmão mais velho, ainda andou dando uns cascudos nele, por ele ter contado nossa escapada, Rita quando soube ficou uma fera comigo, cheguei até pedir perdão pra ela, mais ela foi taxativa, terminou nosso namoro de vez.

Ela erra a única razão para mim estar vivendo no interior, arrumei minha mala e mudei para Belo Horizonte, depois de cinco anos recebi o convite da festa do casamento de Rita, achei até estranho, mais nossas familias sempre preservaram uma grande amizade, nossos pais são irmãos e isto fez com que eu descidisse ir ao seu casamento, erra uma oportunidade de eu passear na casa de minha mãe, eu já estava bem empregado, de carro novo, peguei a estrada, cheguei já de noite na véspera do casamento, sobe que os rapazes do povoado, tinham pegado o noivo que residia na cidade, para fazer a festa de despedida de solteiro.

O dia amanheceu e acordei cedo, para quem nunca ficou longe de sua mãe e de seu pai, não sabe o quanto é gostoso receber carinho de mãe e pai, dez horas da manha e nos saimos rumo a festa, chegamos, comprimentei todos os parentes e amigos, os noivos ainda estavam na igreja do povoado na cerimõnia de casamento, quando chegaram todos foram dar os parabens, fiquei quasse por ultimo, quando Rita percebeu minha presença,vi seus olhos encheram de lágrimas, conhecia bem minha prima, no seu rosto não existia nem um traço de felicidade, estava triste e abatida, com seu olhar sempre para o chão.

Jorge seu irmão mais velho, estava preocupado, nervoso, chamei ele para traz de casa e..

>Esta acontecendo algunha coisa Jorge.

Ele ficou um tempo calado de cabeça baixa, triste, abatido e.

>Primo tenho uma bomba para contar pra ti.

Fiquei curioso, o que poderia ser de tão importante para ele estar triste, logo no dia do casamento de sua irma.

>Diga logo.

Jorge pegou no meu braço me puxou para um lugar bem retirado, olhou nos meus olhos..

>Promete que você vai guardar segredo.

>Esta me estranhando cara, você me conhece.

Ele baixou seu olhar, ficou olhando para o chão, souava muito, estava completamente transtornado e..

>Ontem nos pegamos o noivo e fomos fazer uma festinha de despedida de solteiro, naquele mesmo puteiro que nos fomos aquela vez, nos todos bebemos muito, estavamos todos embriagados, eu éra o mais sóbrio de todos, todos os amigos estavam acompanhados de uma púta, lá pelas tantas o meu irmão, o bocudo do Flavio, fez um sinal para mim ir onde ele estava no corredor dos quartos, quando cheguei perto dele ele disse vem ver uma coisa Jorge, segui meu irmão, ele andou até um quarto bem nos fundos do cabaré, a porta estava só encostada, ele pegou bem de vagar e abriu um pouquinho, pela fresta deu para ver o noivo de minha irma sendo enrabado por um de seus amigos, fiquei gelado, deu vontade de entrar e pegar ele de porrada, mais me contive e saimos de fininho, eu não tive coragem de contar para meu pai, mais o bocudo do Flavio já contou para Rita e eu não sei o que faço.

>Deixe passar o dia de hoje, depois você pense e tome a decisão que achar corréta, de cabeça fria.

Sai de perto de Ricardo, me afastei mais da casa, estava gelado, não sabia o que fazer, não tinha vontade nem de ir mais para o meio dos convidados, mais eu não poderia fazer nada, senti que tinha que tomar uma bebida, sentei em uma mesa afastada e um garson me serviu uma cerveja, em poucos minutos eu já tinha bebido umas trêz garrafa.

Almoçamos, já éra quatorze horas, quando minha irma chegou onde eu estava, sentou bem no meu lado e passou por baixo da mesa um bilhete, perguntei quem tinha mandado..

>Foi Rita, ela me chamou no quarto quando foi trocar o vestido e escreveu este bilhete e pediu para mim não ler, só entregar para você e tomar cuidado para que ninguem perceber.

>Obrigado.

Beijei o rosto de minha irma e fui para traz de um curral ler o tal bilhete, estava bem dobrado, abri e olhei, ela tinha beijado o papel com os lábios sujo de baton, ficou o formato de seus lábios, estava escríto o seguinte:

"Meu primo, meu amor, hoje é eu que peço perdão, você não sabe o que estou passando, estou sofrendo muito, te súplico, faça tudo o que estou pedindo, ás vinte e duas horas vou estar esperando por você, não se preocupe com o noivo, nesta hora ele vai estar dormindo cedádo por mim, quero que você seja meu primeiro homem, sei que errei contigo, talvez não mereça seu perdão, mais não deixe que meu sonho de ser feliz seja apagado, se você não entender vou acabar com minha vida, antes do dia amanhecer, perdão, perdão meu amor.

Quando acabei de ler o bilhete, tive que segurar na parede para não cair, minhas pernas estava tremendo, meu coração disparou, senti um cálafrio percorrer meu corpo dos pés a cabeça.

Voltei para a mesa, olhei para os lados e observei Rita, ela olhou para mim, estava um pouco distânte, notei seus olhos fechar e as lágrimas cair, convidei meus pais e meus irmãos e fomos para nossa casa, sentei na area do lado de fora, minha irma veio onde eu estava e..

>O que esta acontecendo mano.

Contei tudo para ela, ela sempre foi minha confidente, é um amor de pessoa, ela ficou pensativa, cabisbaixa, seu rosto se fechou, olhou nos meus olhos e..

>Nem que você não quêira mais nada com ela, mais ela é nossa prima e você não vai deixar ela cometer uma loucura, ajude ela, eu não quero afirmar que você ainda ame, mais você ainda gosta dela, isto eu sei, pode contar comigo mano.

Combinamos uma desculpa e quando chegou a hora, eu sai para a cidade, minha irma tinha dito com detalhes onde eles iriam morar, passei na frente da casa, só tinha uma luz ascessa, dei uma volta e estacionei na rua de traz, quando cheguei na frente do portão, Rita estava esperando, abriu a porta e..

>Pode entrar ele esta cedádo, coloquei uma dose forte de calmante em um cópo de suco de frutas.

Rita não falou mais nada, abraçou-se em mim e começou chorar, nos colamos nossas bocas num beijo molhado e gostoso, estava com saudade de seu beijo, nossas linguas de tocavam, ela chorava me beijando, uma sensação alucinante tomou conta de nos dois, ela olhou bem nos meus olhos e..

>Perdoe esta sua prima burra, eu não soube te amar, me sinto uma covarde, só quero que me ame esta noite como você sempre quiz e eu nunca deixei acontecer. quero ser sua esta noite, tudo que você queria eu vou te dar hoje, nunca deixei ninguem me tocar, ainda sou virgem e você vai ser o primeiro e o único homem que vai tocar no meu corpo.

Rita estava vestida com uma camisola de ceda linda, devia ser a que ela tinha comprado para sua noite de núpcias, estava sem sutiã, quando tirei sua camisola seus lindos seios ficaram bem na frente de minha boca, beijei eles com carinho, passei a lingua em redor de seus mamilos, peguei as pontinhas deles com os lábios e puxava, mordisquei seus seios, olhei para baixo e vi sua calçinha branca de renda, baixei ela até seus joelhos, coloquei um pé em cima e baixei até o chão, desci beijando sua barriga, sua péle estava toda arrepiadinha, ela retorcia seu corpo sentindo minha lingua áspera percorrer seu corpo todo, baixei e olhei pela primeira vez sua xaninha, ela tinha depilado, estava braquinha, lisinha, linda, cai de boca nela, abri suas pernas e enfiei a lingua na sua raxinha, ela tremeu seu corpo todo, delirou de prazer, levantei e ela mesmo tirou minha camisa, minha calça, quando meu pau saltou ela pegou nele e apertou com força, neste momento nos já estava nús, agarrados, peguei ela e coloquei deitada no sofá, abri suas pernas e chupei aquela xaninha virgem, ela gemia baixinho, gozava, sua xaninha ficou toda molhada, suguei todo seu melzinho, subi pelo seu corpo beijando até chegar na sua boca, sua respiração estava ofegante, seu corpo tremia de desejo e tesão, sua excitação estava a flôr da péle, coloquei a cabeça do meu pau na sua raxinha e pincelei, percorri de cima para baixo, ela abria suas pernas cada vez mais, estava excitada, tesuda, alucinada e..

>Me faça mulher, sei que você sempre quiz, agora é eu que quero ser sua, não precisa me prometer nada, a manha será um outro dia e você não deve se preocupar comigo, agora eu só quero que você me ame.

Forçei meu pau na sua xaninha, senti a cabeça dele entrar, ela contraia sua vágina, gemia baixinho, um gemidinho meigo, carinhoso, eu estava com uma tesão descomunal, com o pau duro feito uma pedra, foi entrando milimetro por milimetro dentro dela, quando senti meu saco tocar sua bunda, ela gemeu bem alto, urrava que nem uma onça, gritava...

>Vai meu amor, que gostoooooooso aaaiiiiiiiii.iiiissssssss.

Ela estava sentindo seu o primeiro orgasmo da sua vida, alucinada de tesão e prazer, gemia muito, sua xana ficou ensopada, lisinha, começei um vai e vem bem lento, fui aumentando e não consegui controlar meu tesão, gozei, bem no fundo de sua xaninha, ela sentiu meu pau jorrando porra e fez um movimento com seu corpo, sentiu pela primeira vez pingar porra quente dentro de sua vagina, ficamos agarradinhos por um bom tempo.

Depois de um tempo, ela súplicou...

>Primo, me leve com você, eu quero sumir deste lugar, não quero nunca mais voltar aqui...

>Mais porque quer ir embora, logo agora que casou.

Ela fez um relato de tudo que eu já sabia, chorava muito em quanto falava e..

>Não posso contar para meu pai, se ele souber da verdade vai matar este viadinho.

Escrevi este testo no computador do viado do noivo, ele ainda esta dormindo, agora vocês leitores é que irão dizer a descisão que devo tomar, estou indeciso, não estou conseguindo tomar nem uma descisão sozinho, não sei se devo contar para meu tio toda a verdade ou levar minha prima comigo, mais tenho muito medo dela fazer quelquer loucura e depois eu me arrepender de deixar ela aqui, eu gosto muito dela mais depois deste tempo todo distãnte, nem sei o que fazer, eu não sei se ainda amo ou só tenho por ela um carinho especial.

Ajude um homem tomar uma decisão.

Deixe seu comentário, urgente, preciso dele.

Obrigado

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/09/2008 21:23:26
Honestamente! Nada a ver. Se for real, você é tão irresponsável como o noivo, que apesar de gostar de outro macho, quis casar, constituir família. Fugir com a noiva? Pra que? Já não basta ter "comido" ela? Hipocrisia tem limite, imaginação também, e sua prima, um conselho: uma vez vadia, sempre vadia, uma vez viado, sempre viado, a ocasião faz o ladrão. Ninguém controla libido, ninguém controla tesão.
21/09/2008 21:20:44
Honestamente! Nada aver, se for real, você é tão irresponsável como o noivo,, que paesar de gostar de outro macho, quis casar, constituir família, fugir com a noiva? Já não basta ter "comido" ela? Hipovrisia tem limite, imginação tambe´m, e sua prima uma vez vidia, sempre vadia, uma vez viado, sempre viado, a ocasião faz o ladrão




Online porn video at mobile phone


videos dotado na praia de nodimoirma fasexi irmao pau gadecontos eroticos me comeram a forçaexvidio irmao com irmanbuceta clariadavideo porno com homens grislhos transando com outros madurosconto de mulher casada batendo ciririca com pepinoencochador penetra em mulhernovinha gostosa nu chuveiroJulianagostosas de mini saia traindo a irmã com cunhadoxvidio fudelaNçaaO q uza na odor na vajina da mulhercontos eróticos incesto mae filho exército marido nem percebeu que sua mulher tava dancando de pijama sem causinha na frente do computador que outros homem tava vendo xvidiioschantagiei a vizinha novinha a mamar contosFotos de sexos de bubuta e bixogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetacontos eroticos na cozinha com vibrador filha e maedei viagra a minha prima e fudi com ela vom um pau de borrachacoloquei o dedão n cuzinho d minha netinha contos eroticosecovila mulher pelada maior metendoúltimos contos eróticos gayfilhinha Caçula imitando a rola grande do seu paihomen dano o cu e relachanoconto erotico a pequenininhasou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosbucetas inchcadas na calcinhasxvidios outros purai favoritoscontos casal pau inchandoEu e minha mãe no ônibus de excursão-contos-incesto-filho e mãe-incesto no onibusmulher cagando enquanto dava a bucetavideo porno inedito de mulher gozando descontrolada no vibradorencoxou a mae na camapriminhos na ferias do colejo fazem muita putariacontos eroticos dois machos chupando minhas tetas como bebes golusosirma durmindo e irmao enfia pinto na boca delareal comendo buceta da roberta gordagts de fio dentau mostrando ha bucetinha na webicomedo o cu dos rapaxes bebados q nem senti a pica entra e goxam dentrboafodagostohttp://zdorovsreda.ru/texto/201109691videos porno de novinhas fodida por maquena ate chegar ao orgasmo vardeuxvideoporno gey cunhadinho chega en casa seu cuhado se decrarapornô perguntando se a esposa aguenta duas rolasporno novinhas dando uma escapolidinhaxvideofiado pela primeira vez e ele cem aguentar pidindo pra ela e ele sor para guando gozaxvideo amador brasileiros que caiu na net dando o cgosei na sogra distraida deitada x videoscontos eroticos sem pudor com coroaspornodoidomamaegostosa e filho virgemestupro esposa contos eroticosgarotinhos sendo asediados por mulherescasadoscontos/filhinhahttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticosleticia postal xvideosconto gay diemersonele pediu que eu rebolace no colo dele yahoocontos eróticos primeiras experiências com siriricaxvıdeo novınha safada . comgostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticostravesti de bunda grande mas gostosa do recife ponodoidopornô amador conto erótico de mãe divorciadanovınha transando com ırmaonegao pirocudo empina latinhamulher flaga sua amiga do rabao uma morena dando o cu para seu marido negao dotado com o penis de 030cm e da tambenrelatos de chuva douradacontos eroticos minha tia mim arrumou para que meu tio tirasse o meu cabacinhomenino menoridade inocente porno gayMulherez arregassano o cuxxvideos varios caras gosano dentro do cuzinhohomem em trem lotado passa o pau no capu defusca da novinhagrelao entrando contoscasadoscontos-helgaconto erotico huntergirls71contos da xana tia marta coroacontos peido e fudeujoguei a semana todinha botei ela diminui diminui Me lasqueimulata da buceta volumosa trazendo no pau groso negao com pistolao grande e bem grosso quase nao entra no buctao da coroa