Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Meu amigo come minha mulher e eu adoro!

Um conto erótico de cornobom
Categoria: Grupal
Data: 13/10/2006 01:14:33
Nota 9.50
Assuntos: Grupal

Quem já me conhece, sabe que sou casado há mais de 25 e tantos anos e que há mais de 20 anos minha mulher tem amantes.

Teve um por 4 anos e o atual o Celso por mais de 15 anos. Uma certa noite, ao irmos para cama, minha mulher me falou que havia recebido um telefone estranho do Felipe, um amigo nosso.

Eu perguntei o que havia de estranho na ligação, além do fato de fazer muito tempo que não os víamos. O Felipe é casado com a Nice, uma antiga amiga nossa. Minha mulher conhecia a Nice há mais de 23 anos. Quando casamos ela tinha um salão de beleza próximo a nossa primeira casa. Quando a Nice conheceu o Felipe, começaram a namorar. A Nice na época era viuva. O marido havia morrido de acidente logo nos primeiros anos de casamento. Ela ficou viuva e com um filho por alguns anos, até conhecer o Felipe.

Lembro-me da primeira vez que o vi, fomos os quatro em um night club, e ele me pareceu um cara simpático, falante, querendo agradar. Eu na época era um cara muito, mas muito ciumento mesmo. Lembro-me que ao voltarmos para casa, eu briguei com minha mulher. Achava que ela não devia rir das piadinhas sem graça que ele contou.

Coisas de ciumento. Como eu mudei!

Todas as vezes que nos encontrávamos, eu ficava de olho. Achava que ele jogava charme para todas as mulheres do grupo. Eu ficava cabreiro. Mas com o tempo fomos amadurecendo e o sentimento foi desaparecendo. Tornamos amigos embora estivéssemos sem nos ver há alguns anos.

Voltando ao conto, minha mulher me disse que ele tinha ligada pedindo para encontra-la no dia seguinte pois ele precisava falar urgentemente com ela dizendo que não podia falar por telefones e que era para ela não dizer nada a Nice nem a para mim.

Perguntei a ela se desconfiava do que se tratava o tal pedido. Ela me respondeu que não tinha a menor idéia, mas podia ser algo com a amiga.

Mas porque não era para eu saber? Será que ele queria que ela organizasse alguma festa surpresa para amiga? Minha mulher disse que podia ser.

Perguntou-me o que eu achava. Se ela devia ir. Disse a ela que não via nada de mal, além do que, estávamos curiosos.

Fomos dormir e ela ligaria para ele no dia seguinte confirmando o encontro. No dia seguinte ao chegar em casa minha mulher me recebeu radiante e ansiosa. Pegou-me pela mão e me levou direto para o quarto.

Fechou a porta, me fez sentar na cama e me disse que tinha cometido uma traição.

Eu perguntei como traição? Eu até este momento, tinha me esquecido do encontro.

Ela me disse que havia traído a amiga dela a Nice.

E começou a contar:

-"Quando cheguei na estação Vila Mariana, o Felipe já estava me esperando. Me cumprimentou efusivamente, e aparentando ansiedade me convidou a ir até o carro dele que estava estacionado em uma rua próxima. Além de curiosa, comecei a ficar apreensiva com as atitudes dele. Já no carro eu perguntei a ele qual era a urgência e o que ele tinha para me contar. Ele começou a falar. E surpreendentemente ele me perguntou como estava o nosso relacionamento. Pega de surpresa, eu respondi que estamos muito bem. Que estamos vivendo o melhor do nosso relacionamento agora que os filhos estão crescidos. Ele me olhou com desconfiança, e perguntou novamente. Eu disse que estamos muito bem mesmo, e devolvi a pergunta indagando o porque da dúvida. Ele ficou pensativo por um bom tempo. E começou a falar que o relacionamento deles estava muito ruim, sexualmente falando. Que a Nice nunca foi muito fã de sexo, mas no começo havia uma forte paixão por parte dela, mas agora passados tantos anos, eram apenas amigos em casa. Eu comecei a ficar cabreira. Eu pensava comigo mesma, o que é que eu tenho com isso? Mas apenas fiquei ouvindo. Ele então se aproximou mais de mim, pôs a mão na minha perna e começou a falar que desde que me conheceu sempre teve um desejo enorme por mim. Eu fiquei sem jeito, pensando este cara deve estar doido, mas ele continuou falando, lembrava de roupas que usava que eu nem me lembrava mais. Eu falei calma Felipe, por que isso agora? Ele me olhou em silêncio, se aproximou mais ainda e sem que eu pudesse reagir, me deu um beijo que tentei ainda resistir, mas estava tão apaixonado e repentino o gesto, que eu me deixei levar pela situação e pela sensação gostosa Então ligou o carro e saímos Eu perguntei para onde nós estávamos indo e ele me disse que nós iríamos para um lugar mais sossegado para conversar. Percebi que rumava para a AV. Ricardo Jafet. Eu estava apreensiva, ele quieto e eu fiquei processando o que ele havia me dito, o beijo apaixonado, cheio de luxuria, gostoso.... Mas por que agora? Esta confissão de tesão, de situações que tinham quase 20 anos? Quando me dei por mim ele estava entrando em um Motel. Fiz menção de protestar, mas ele me acalmou dizendo que só queria conversar, que não iria forçar nada. Entramos no quarto ele me fez sentar na cama Então ele me contou que estava de férias e que na quinta feira passada tinha ido até um atacadista no Ipiranga que era de um amigo dele. Quando ele falou isso eu gelei, e tudo começou a fazer sentido para mim. Na quinta feira, lembra que eu te falei? Eu sai com o Celso, mas antes de irmos para o Flat, eu fui com ele até um deposito onde ele tinha que acertar um pedido que não foi entregue, sei lá. Então o atacadista é no Ipiranga. Pois bem voltando, então o Felipe me perguntou se eu adivinhava quem ele tinha visto? Eu pega de surpresa, mas já me sentindo dona da situação e já que estávamos em um Motel, e percebendo bem, o Felipe ainda era um homem muito bonito. Não tinha mais os mesmos cabelos fartos da juventude, mas tinha um belo físico e um charmoso grisalho na cabeça disse. Sei sim., você me viu com meu amante e o que pretende fazer. Disse isso com uma postura desafiadora e sei que uma carga enorme de sensualidade. Ele ficou pálido, rígido por alguns segundos. Depois ele me abraçou com fúria, me beijou e daí nem sei como aconteceu, nos despimos rapidamente olhei aquele corpo que me desejava. Era visível o desejo nos olhos dele, Seu pau, estava enorme grosso, lindo, moreno cabeçudo, brilhante. Fiquei totalmente consumida pela paixão dele, que se tornou um desejo enorme em mim. Nos chupamos. Me esqueci que estava traindo minha amiga, me esqueci de você do Celso, de tudo. Me entreguei aquela louca e inesperada paixão. Que pau gostoso de chupar, cheiro e gosto diferente, gostoso. Quando ele me penetrou senti que fui ao céu. Uma loucura. Tive vários orgasmos intensos, diferentes, com paixão há muito esquecida. Quando ele finalmente gozou ele me perguntou porque eu estava traindo você, se ele soubesse que eu precisava de amante, ele teria se aberto comigo antes. Eu com calma expliquei a ele que na realidade eu não traia você. Ele me perguntou como não? Disse eu vi você com aquele cara. Então eu contei tudo a ele; Como começamos, há quanto tempo. Ele a tudo ouviu a principio incrédulo, depois cheio de esperança. Eu sei que ficamos no Motel 4 horas, Ele me comeu mais 3 vezes. Estava feliz. Eu prometi contar a você e pedir sua permissão. Ele me disse que ainda tem o resto da semana de férias e vai para Santos só, pois a Nice tem que tocar o salão. Ele me pediu para ir junto. Diríamos a todos que eu iria para São Vicente ou passar uns dias com minha mãe. O que você acha? "

Eu a tudo escutava com surpresa a principio, e com muito tesão no final. Beijei como louco, a despi.

Chupei ela para ver se ainda tinha o gostinho do sexo. Disse a ela que tudo bem, mas que eu ia falar com o Felipe amanhã mesmo e combinar tudo, pois eu queria ver tudo de perto.

No dia seguinte eu sai de casa, fui trabalhar e minha mulher foi para São Vicente. Chegando ao escritório eu liguei para o Felipe. Ele estava cheio de dedos, constrangido em falar comigo, mas eu o tranqüilizei, dizendo que minha mulher me havia contado tudo o que tinha acontecido, que eu estava feliz por ela, e que ela já estava se dirigindo para a praia. Disse também que ele podia ficar sossegado, pois confiava nele.

Ele me agradeceu, disse que tinha sido ótimo para ele também, mas disse que minha mulher já havia ligado para ele dizendo que estava indo. Eu ri, e perguntei o que ele tinha feito para ela, pois ela estava radiante. Ele riu e disse que tinha usado a varinha magica.

Eu ri também, percebendo que o Felipe estava voltando a ser o Felipe que eu conhecia há muito tempo, bem safado. Disse a ele que pelo que ela me disse que o que ele tinha não era precisamente uma varinha.

Ele riu e disse que dava para o gasto. Eu antes de me despedir, disse que iria na sexta feira e gostaria de vê-los. Sabia que eles ficariam no apartamento dele em Santos, mas que fossem sexta a noite para o meu apartamento em São Vicente.

Ele disse O.k., e nos despedimos. Passei esse dia como um menino, com a cabeça voltada ao que devia estar acontecendo lá no litoral. A noite em casa fiquei esperando uma ligação que não veio.

Quem me ligou foi o Celso, conversamos por um bom tempo e percebi que ele estava visivelmente preocupado. No dia seguinte, minha mulher me ligou, dizendo que estava adorando, dizia que nunca esteve tão feliz, que o Felipe era um ótimo amante, ótima companhia, muito gostoso, alegre, safado, um verdadeiro macho e cavalheiro. Ficou desfilando uma infinidade de qualidades do mais novo companheiro de cama.

Eu senti uma ponta do velho ciúme. Disse que estava feliz por ela, mas pedi para ela ficar com os pés no chão, que afinal ele era marido da Nice.

Senti que ela percebeu meu sentimento, e começou a falar que ela sabia o que ela poderia esperar desta relação, que estava apenas curtindo o momento, que eu ainda era o maridinho querido dela, e que ela não tinha intenção de destruir nenhum lar.

E que no ponto de vista dela, ela estava até ajudando a amiga que ela sabia, não era muito chegada e rola.

Aproveitei e disse a ela que o Celso havia ligado e que estava preocupado com ela. Que havia desmarcado o encontro com ele e disse que ia viajar, não dando maiores explicações. Ele me perguntou se você tinha comentado comigo o que ele tinha feito para você fazer isso com ele.

Ela disse que era para eu deixar para lá, que não estava nem um pouquinho preocupada com o Celso, alias nem passou pela cabeça o amante. Eu tomei as dores do amante, dizendo a ela que ela devia pensar bem, pois o Celso era um companheiro confiavel e que a amava de verdade, visto já estarem juntos ha tanto tempo. Ponderei que conhecia o Felipe e, que ele parecia ser uma cara bem volúvel, que ela devia aproveitar os momentos, tudo bem, mas que não devia trocar o certo pelo duvidoso.

Ela disse que tudo bem, que ela quando voltássemos iria acertar tudo com Celso.

Depois fiquem pensando, que engraçado funciona a cabeça de um corno! Eu estava com ciúme do entusiasmo dela pelo Felipe, ciúmes por mim e pelo amante, o Celso.

Finalmente chegou a sexta feira. Como estava ansioso, arranjei de descer logo após o almoço. Tentei falar com eles por telefone, avisando que desceria mais cedo, mas não consegui, ou eles estavam na praia ou não ouviram o telefone.

Fui ao meu apartamento e de lá ligaria novamente. Ao entrar no apartamento, escutei barulho de gemidos vindo do quarto. Fui devagar para fazer uma surpresa mas eu fui surpreendido por uma cena linda, tocante.

O Felipe estava deitado na cama e minha mulher cavalgava de costa para a porta. Ela se contorcia, gemia alto, Dizia que estava sentindo sensações maravilhosas, que o Felipe era muito gostoso, que o pau dele estava atingindo partes inéditas dentro dela, provocando sensações louca. Gemia, falava coisas que eu nunca, nem nas nossas melhores transas, ouvi ela dizer para mim. De repente ela explode em mais um gozo intenso. Fiquei paralisado ainda, quando ela desceu do pau do Felipe, exausta, e eu pude ver um pau grosso, grande, intumescido, brilhante, demonstrando que só ela havia gozado. Ela se aninha junto as pernas dele e ofegante com a voz quase de choro começa falar que ele era o homem da vida dela, o mais gostoso, que provocava sensações inéditas e prazerosas. Que se ele tivesse insistido em conquista-la quando se conheceram há mais de 20 anos, provavelmente ela teria cedido e provavelmente teria se separado para viver esse grande amor. Disse que nunca passou pela cabeça dela, apesar de após a liberação dela ter conhecido muitos homens, ter vivido com alguém que não fosse o marido dela. Ele também disse que ela era a mulher mais gostoso e fogosa que ela já teve na cama. Disse que a boceta ela apertava, e o soltava, fazendo uma chupeta no pau dele, sensação que ela nunca, nem as profissionais do sexo que ela conhecera, haviam provocado nele. Disse também que tinha adorado o cuzinho apertadinho e quentinho dela, mas que outra coisa que ele tinha ficado vidrado era como ela chupava gostoso. Minha mulher disse que chupava gostoso ele, porque ele tinha o pau mais gostoso que ela havia chupado. Que o pau dele era uma delicia, cheiroso, gostoso, muito melhor até que o do surfista. Ele sem entender nada, perguntou que surfista, se ela andava transando com garotões.. Ela riu e disse que era uma longa história, mas que ele era melhor que qualquer garotão. Minha mulher disse a ele, que não sabia como a Nice podia tendo um monumento de homem deitado ao lado, ficar um mês sem querer fazer sexo. Então ela começou a fazer uma chupeta. Ela chupava com vontade, eu via pela expressão do Felipe que estava adorando. Eu conheço e sei que minha mulher chupa maravilhosamente bem. Mas estava lindo de ver. Ela chupava com visível gosto ele se contorcia e ela também demonstrando que aplicando uma chupeta ela estava em sintonia e até estava gozando por estar com aquele pau na boca. Até então eu nunca tinha visto ela chupando daquele jeito. Ele começou a se contorcer mais, ofegante, quis se livrar da boca dela, mas ela não deixou e para minha surpresa ela quis e ele gozou na boca dela. Coisa que ela dizia que nunca faria. Quando víamos filmes pornô ela dizia que isso seria uma coisa que ela não teria coragem nem estômago para fazer. Ela ainda continuou com aboca no pau dele. Ela também chegou ao orgasmo. Foi maravilhosos de ver. Ele visivelmente exausto e extasiado ouviu ela fazer a confissão de que ele era o primeiro homem que havia gozado na boca dela. Que a partir de agora ela seria toda dele, seria a putinha dele, que estaria sempre disponível quando ele quisesse. Ele perguntou o que ela faria se eu, o marido, não quisesse essa relação. Ela disse não tem perigo,, pois eu era um corno muito mansinho, e rindo disse que o marido sempre quis que ela fosse feliz. Mas se ele não quisesse que ela se encontrasse com ele, ela iria do mesmo jeito. Pois não dava mais para ela ignorar um sentimento tão grande. Que ele era o homem da vida dela. Mas acalmando ele, disse que não tinha perigo, ela não iria ficar no pé dele. Eu fiquei paralisado, ouvir aquela confissão me deixou muito enciumado, sentimento há muito escondido. Pela primeira vez, desde que liberei minha mulher, eu senti um perigo eminente de perde-la. Eu sai de fininho, dei um tempinho e fingi estar entrando nesse momento. Eles me receberam com surpresa, minha mulher veio me beijar na boca e disse baixinho, sentiu o gosto do meu homem? Eu ri baixinho também e disse que sim. O Felipe visivelmente embaraçado por ser pego de surpresa e nu apenas me cumprimentou sem dizer nada. Eu já refeito, mas ainda sob o efeito das coisas que vi e ouvi há pouco, tentei brincar, dizendo que não queria estar interrompendo nada. Disse que pensava que eles ainda estivessem no apartamento dele. Minha mulher disse que não estava interrompendo nada, a acrescentou rindo olhando para o amante, que qualquer hora que eu chegasse iria provavelmente pega-los assim. Disse também que de agora em diante eu não iria interromper nada mesmo que quisesse, pois ela havia acabado de dizer ao Felipe que ela era de coração, uma escrava dele, se ele quisesse. Olhou para mim com cara de desafio, que eu só havia visto ela fazer para mim quando discutíamos sobre qualquer assunto. Eu pego novamente de surpresa, disse que eu não tinha nenhum interesse em interromper nada, que o meu desejo era vê-la feliz. O Felipe, falando pela primeira vez, disse que era tudo brincadeira, que eles estavam se curtindo, me agradeceu pela confiança, e para deixar o clima menos tenso, acrescentou dizendo que eu tinha uma mulher muito deliciosa, que ela o havia feito se sentir um garotão, que há muito não tinha sentindo tanta disposição e tão tesudo como aqueles dias. Foi assim o final de semana todo no apartamento com eles transando de tudo que era jeito. Saimos as noites para jantar e beber, e voltávamos para casa. Nesses dias eu fui mais um voyer do que um participante. O tesão de minha mulher por ele e sua portentosa pica, foi tão grande que quase não sobrou espaço para minha modesta rola. Mas como Corno mansinho que sou, fiquei muito feliz e continuo até hoje, pois ele sempre que a chama ela vai, não importa o que ela esteja fazendo ou planejando.

Acho que este será o último conto que mando, pois alguns comentários me fizeram desistir. Pessoas como O MALDOSO e o Sergio-DF, que se acham dono do Site, mostram uma imaturidade muito grande. Talvez tenham uma enorme duvida da própria opção sexual.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
16/01/2017 08:43:48
Adorei seu conto bati uma punheta gostosa e já não sou nenhum adolescente já tenho 51 anos mas minha mulher não aceita este lado tarado meu fala que sou doente mas vcs e que vive a vida gostaria de conhecer um casal assim é me torna amigo de vcs manda um video ou algumas fotos da gata bjs não pare de escrever adorei nota 1000
11/09/2007 10:37:41
Meu amigo...nem pense em dar bolas para os comentários maldosos dos "infelizes" que aparecem por aqui. Como voce bem colocou falta maturidade para entenderem uma relação como as que temos com nossas esposas...a Milene já teve o mesmo amante por mais de 5 anos e isso nunca afetou nossa relação. Amor é deferente de tesão. Continuem sendo felizes e curtindo muito.
14/10/2006 23:19:19
Fer,tentei mandar um e-amil para você e o mesmo retornou acusando e-mail inesistente..se quiser entrar em contato comigo,acima está meu e-mail correto.
14/10/2006 23:13:20
O e-mail correto é:
14/10/2006 23:11:01
Oi xará!rsrsrsNada melhor que encontrar um coreligionário quando se entra pela primeira vez em um site.A gente se sente em casa.Li seu conto.Gostei muito.Não esquente a cabeça com certos "espertinhos" que normalmente entram nesses sites somente para esculachar quem tem a coragem de assumir e se revelar aos leitores através dos contos.São pessoas que não tem coragem para isso e vivem se escondendo atráz de uma mascara de puritanismo barato e tentam remediar suas frustrações atacando quem se assume de vezNunca escrevi um conto,não por não ter o que escrever,mas por não ter nenhuma prática nisso.estou fazendo alguns esboços e rascunhos e espero em breve poder postar algumas das minhas experiencias e da minha esposa nesse siteAté la,espero poder ler mais coisas publicadas por vocêcornoassumido_bi_brasilmix.zzn.com
14/10/2006 11:25:22
Samirinha, leia o texto logo no início que ele diz: "sou casado há mais de 25 e tantos anos e que há mais de 20 anos minha mulher tem amantes". Se você prestar atenção ele sofreu a dita mudança em muito pouco tempo de casado. Veja também que ele expressa amante no plural - isto quer dizer que sua mulher era de vários homens. Conclusão: corno que nasce corno não tem jeito não, morre CORNÃO.
13/10/2006 21:15:50
Cornobom não fique chateado e continue postando as corneações de tua piranha, ela sempre estará procurando outros e voce adorando o seu "chifrinho" na sua testa, já que não consegues preencher o vazio dela e amainar o fogo dela. Samirinha vc deve ser um tesãozinha!
13/10/2006 19:16:01
Olá!Cornobom.Seu conto,apesar de muito longo e cansativo de ler,é um bom conto.Tem uma ordem cronológica que se o Maldoso tivesse prestado atenção,perceberia que você disse que quando casou à 25 anos atráz,era muito ciumento e que com o tempo você foi mudandoNada é mais gostoso e satisfatório que trepar gostoso com outros homens e seu marido ou assistir ou ficar sabendo de tudo depois pela própria boca da esposa.Meu marido diz que é muito gratificante saber que eu saio com outros enquanto ele me espera mansinho dentro de casa,para depois,quando eu chego,contar tudo em detalhes para ele enquanto eke ou me chupa,ou mete em mimPara o Fer,ser vadía e fazer do marido um corninho,é como coçar,basta começar.Tudo depende de você trabalhas essa idéia exaustivamente na cabeça dela.Não será com uma ou duas tentativas que você conseguirá se ela for daquelas com uma educação familiar arraigada.Tabus são mesmo difíceis de serem quebrados,principalmente os impostos pela família
13/10/2006 09:05:46
Querido corninhobom. Sem charminho tá. Pô cara - duas situações: a) Você fica extremamente enciumado só pelo fato da sua bela rir das piadinhas do pau grosso; b) na sequência você aceita sua bela ir ao encontro do pau grosso. Qual é cara ??. Depois quer que eu não entroche a rola no seu cú ??. Nota Zero.
13/10/2006 02:23:49
Essa é miha maior fantasia,ver minha esposa transando com outro homem, mas não sei como abordar minha esposa, se alguém poder me ajudar.




Online porn video at mobile phone


Porno anal queroeu vou cagalevei minha esposa num glory hole conto realmenina tem cuzinho virgem.tirado cabaço pelo policial.roludo na blitesporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com eleespoza esitada com. a pau do amigo do maridocontos eroticos bucetinha deflorada a força no hospitalxvideos estrupo a adigogada em2 marmangoseu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladospaola olivera na ciriricaminha mãe me surpreendeu contos de incestoporno amador mulheres lanbendo o pao do homem devagarinho até gozarContos eróticos procurando aventura no clube de campoFernanda,vasconcello,zap,xvideosdopei sobrinho contosdesviginando dua maninhaConto erotico tenho padaria e dei pro menino conto comi minha sobrinha na pescariaseita crossdresserdeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendoporno do padre fudeno casada comfusatitia safada gozando esquirt contosComo era as bucetas no tempo da minha avócasada fudenu com doizum jumento fudeno uma eguinha de premeira viage ainda virgem menina com raiva a rola nao emdurecemarido sai e mulher transavcom sogroconto gay contei pra ele que queria dar pra elexvidio japonesinha Semedo abusada e no banheiroConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putacasada viciada porra relatosFerias com o primo cowboy-conto eroticocontos eroticos nudismonovia comesando a nasce pelo na buceta etocando siririca pela primeira vezsarrada no culto contos eroticos gang bangcontos mulher casada da igreja deixou dois arrombar seu cucontos lésbicas brigando reconciliaçãoconto erotico gay o coroa do bloco de carnaval me comeuContos eroticos novinha o velho mr pegomulheres gostosas faisão com outros homem xvideoscontos minha mulher aceito levar um doutado de26cm para nossa camaas praguinha nuas motra a buceta lindaa mulher dando furingo a mulher dando o cu para o homemjapurunga peladanegão metendo a pica no alô Ninhaouvi um barulho estranho de noite fui olhar era meus pais trasando video pornovideo inversão porno sogra comendo o cu do gerover videos pornoo com coroas punheteiras e gozadas fartasmivimha amostrado a casinhaquero ver o vídeo de pornô a massagista dando a massagista dando massagem na coluna lombarxvideo gosando nasfamosas das novelasvideos porno com as bucetas mas aprrtada e q n quento kid bengalaxvidio no binha petdeno ocabadoalivat xxxvídeocontos eroticos adoro quando minha esposa si ezibi pra outro quase peladairma gravida fudendo com irmao1minuto xvideosdepilacao com ponhetavidios porno galeginhas vertido moleConto erótic com meninas de 12 com dog video de mulher tirando a o sutian ea calsinha ficando subinuaContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoconto erotico sexo bruto com 2homemcontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016amo meu corninhover videos de marido tanpano os olhos da esposa e levando outro homem para fodelacomisario de bordo pauzudo contos de calcinhas da tiacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeContos de surra na menininha malcriadaeu qeuro vidio di sexomae ttansando com filho i a irma vendoVer garotos com 16 cm de picacontos de sexo raspei minha bucetaquadradinho erotico incesto COM HUMORcontos meu filho meteu nu meu cu finju dormicontoseroticoss xvideos5Cumeno madura no quintau conto erotico lesbica favelada fode patricinha a forcaContos de coroa chatagiada pelo sobrinho e gostandoconto minha esposa no onibusvídeos de pornô pramin assinti agoraContos de meninas novinhas que liberaram o cuzinho pro namorado da sua mãe mas não aguentaram a rolaporno inventei um assalto para o comer minha mulherbucetad gtandes de velhficou entalada levou pica porno frresocaaa com força malandrocolica o pinto na buceta com saiaan american tales conto eroticopedindo pra fodela bem baixinhoxvidio aviuva novinha ja tava presisando da uma fodaCavala e umcavali xexomaconha mãe contos eróticossexoconto erótico do meu avôminha tia me esfreganos peitos e pega no pau