Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

O gordinho mijou e cagou na minha boca

Um conto erótico de LaurinhoRJ
Categoria: Homossexual
Data: 25/04/2005 13:53:03
Nota -
Assuntos: Homossexual, Gay

Conheci Pedro através da internet. Ele era um homem bem gordo (120 kg) e queria conhecer rapazes passivos para um relacionamento. Eu tenho 1,90m, sou magro e branco. Não demorou muito e, depois de algum tempo trocando correspondência, resolvemos marcar um encontro. Foi na sua própria casa. Pedro morava na Tijuca e faltou ao trabalho para poder ficar comigo (sua mulher trabalhava fora). Fui até seu endereço na hora e dia marcado e subi até seu apartamento no 8º andar. Pedro estava cheio de tesão quando cheguei. Me levou para sua sala e me indicou um sofá para sentar. Conversamos alguns minutos sobre nossos e-mail até rolar um clima entre nós. Pedi a ele então para me mostrar um local onde eu pudesse colocar uma roupa mais confortável (ele me pediu para trazer uma). Pedro me levou até seu quarto e me disse para ficar a vontade e que estaria me esperando, pronto, na sala. Sozinho, tirei da bolsa que trazia comigo uma tanguinha tipo fio-dental branca que havia adquirido para essa ocasião (também a pedido dele), uma camiseta branca curta, um lencinho para por na cabeça, e me vesti. Quando voltei encontrei Pedro no centro da sala, totalmente nu. Quase desmaiei quando vi o tamanho do pau dele. Era enorme e lindo, uns 18 x 4,5 cm. Fui em sua direção e ele, não se agüentando de tesão, me agarrou ali mesmo, colocou-me de joelhos, abaixou minha cabeça e me fez chupar seu pau. Não hesitei e chupei ele inteirinho. Lambia aquela cabeça enorme e passava a língua por todo o seu membro até chegar ao final. Feliz da vida olhei nos olhos de Pedro enquanto punhetava seu pau e disse bem sacana: - Seu piru é muito gostoso adoro chupar piru vou te chupar até você esporrar na minha boca. Voltei para aquela pica gostosa mas Pedro resolveu mudar de posição, me levando até o sofá. Sentou-se de pernas bem abertas e me mandou ajoelhar entre elas para continuar meu boquete. Sem perder tempo acaricei sua virilha e agarrei seu saco com carinho, encantado com o seu membro fabuloso, que apontava para o alto, em riste. Segurando-o bem pela base, me abaixei e beijei sua glande com meus lábios, lambendo o buraquinho com a pontinha da língua. Afastando um pouco os lábios, deixei-o deslizar para dentro da minha boca, sentindo minha língua tocá-lo em toda a extensão. Enguli até a metade, cobrindo-o com minha saliva, que se misturava ao líquido que escorria da cabecinha do seu pau. O gosto salgado me fez salivar ainda mais. Apertando bastante, sem morder, deslizei novamente para cima, até a ponta. Com a língua inteira, lambi ao redor da cabeça, e enguli até um pouco mais fundo, torcendo-o em minha boca. Subi a cabeça, começando um movimento ritmado. Senti sua mão em minha cabeça, me empurrando de leve para engolir sua vara, desta vez ainda mais fundo. - Puta merda, Lauro, como você chupa gostoso! - ouvi Pedro dizer. Incentivado pela sua expressão de prazer, me liberei e passei a mamar com mais vigor. Junto com minha boca trabalhava minha mão, que batia uma punheta lenta e molhada de saliva. Sua piroca já se encostava no fundo da minha garganta, me fazendo engasgar, mas eu não diminuia o ritmo. Queria proporcionar-lhe o máximo de prazer. Queria que aquele momento durasse horas, até que Pedro se derramasse em gozo em minha boca sedenta. Alguns minutos depois e ele gozou. Sem afastar os lábios do seu pau fiquei fazendo movimentos leves até ele gozar tudo na minha boca. Quando o liberei de meus lábios seu pau já estava limpo, sem qualquer sinal da sua esporra, que eu engoli tudo. Pedro ficou encantado com meu desempenho. Depois de um breve descanso Pedro quis me comer. Pelo braço ele me levou para seu quarto e me fez sentar na sua cama. Posicionando-se na minha frente ele me deu uma camisinha para que eu colocasse no seu pau. Coloquei-a com carinho e dei mais uma chupadinha na sua vara para lubrificar. Então fiquei de quatro na beira da sua cama, as pernas afastadas e o bumbum empinado. Olhei para trás e o vi com o pau na mão, já completamente duro. Pedro cuspiu na cabecinha do piru e espalhou a saliva, encaixando na entrada do meu buraquinho. - Põe devagar", pedi baixinho. No momento em que senti o calor da sua pica entre minhas nádegas abri minha bunda e ele forçou a cabeça, alargando meu furico. Relaxei e deixei seu cacete me penetrar. A sensação de dor diminuiu assim que a cabeça venceu a resistência. O tesão que eu senti era uma coisa inacreditável. Ele era bastante carinhoso para não me machucar. Deixou eu me acostumar com seu calibre e depois meteu o resto lentamente. Quando chegou até o talo, com seus pentelhos me tocando a bunda, começou a retirar devagarzinho. Quando senti que já havia saído quase tudo, joguei o corpo para trás, engolindo sua vara novamente até o fim. Com as mãos na minha cintura Pedro começou a bombar ritmado, em um vai-e-vem que aumentava de velocidade e intensidade a cada estocada. Com muito tesão comecei a rebolar bastante enquanto deslizava meu cuzinho por toda a extensão da sua pica gostosa. A cena era realmente excitante: eu de tanguinha, de quatro na beira da cama, totalmente submisso, com Pedro e seu enorme corpo atrás de mim, de pé, socando pica prá dentro do meu rabo. Meu semblante, gemidos e gritinhos deixavam bem claro que eu estava adorando. Enlouquecido de tesão passei a gemer: - Ai, Pedrão, mete mais no meu cu assim ah, me fode gostoso, pirocudo. Incentivado pelas minhas palavras Pedro mandava mais mandioca pra dentro de mim. Depois de muito me comer ele tirou a rola de meu rabo, tirou a camisinha e mandou que eu me virasse pois queria gozar na minha cara. Pedro se contorcia enquanto punhetava sua piroca até que violentos jatos de porra inundaram minha boca e rosto. Ele então deitou-se na cama cansado e eu fiquei chupando seu pau até a última gotinha. Depois fui no banheiro me lavar e ele foi atrás querendo mijar. Não querendo perder a oportunidade Pedro me perguntou se eu deixaria ele mijar na minha boca. Como não era nenhuma novidade para mim (sempre gostei de sexo bem bizarro) respondi que sim. Ele, muito animado, me levou para o box, debaixo do chuveiro, me fez ajoelhar aos seus pés e se posiciou para me dar um banho de mijo. Abri minha boca, ele fez pontaria com seu pau e despejou um rio de urina dentro dela. O mijo descia pelos cantos de meus lábios, molhando meu corpo. Tomamos banho juntos e voltamos para a sala e Pedro ligou o som (ele gostava de Janis Joplin e, por coincidência, eu também). Ficamos assim ouvindo música e conversando até que ele se recuperou e resolvemos transar ao som de Janis. Pedro me fez ficar sentado no sofá e ficou de pé a minha frente me oferecendo seu pau para ser chupado. Com o controle remoto do som ele selecionou a música “summertime” e eu, sem usar as mãos, aproximei minha boca daquele microfone de carne e abocanhei-o de uma vez, olhando nos seus olhos. Pedro deixou escapar um gemido de prazer quando minha boca se fechou em torno da sua glande e deslizou em direção a sua barriga, engolindo todo seu membro. Modéstia a parte, minha perícia com a boca é de fazer inveja a qualquer puta. Só com os lábios, eu ficava engolindo e tirando seu membro de minha boca, levando-o a loucura. Quando acabou a música ele quis comer meu cu novamente e selecionou uma música bem ritmada chamada “down on me”. Pedro me levantou e me agarrou por trás, sarrando seu pau na minha bunda. Assim de pé (bem na pontinha dos pés), debrucei-me sobre a mesa da sala, arrebitei bem minha bundinha e pisquei prá ele meu cuzinho que pedia rola. Ele botou rapidamente um camisinha, deu uma cuspidinha, posicionou sua pica na entradinha do meu buraco e forçou. A cabeça entrou de uma vez e eu gemi de prazer. Pedro metia rápido e fundo dentro de mim me levando a loucura. Rebolando, sentia meu cuzinho sendo rasgado, machucado, fodido profundamente pelo seu pauzão. Num movimento estratégico deixei seu pau escapulir. Pedro quis introduzir de novo seu pau mas eu não deixei. Voltei-me na sua direção e fui empurrando-o devagar até ele encostar na parede da sala. Nessa altura estávamos os dois totalmente nus. Ficando de costas para ele comecei então a esfregar meu traseiro no meu pau, provocando-o, e depois me afastei um pouco, o suficiente para ele posicionar sua pica na entradinha do seu buraco. Ao sentir sua vara forçar minha entradinha engatei uma marcha a ré a fim de ajudá-lo na penetração. Quando a cabeça entrou dei um gemido de prazer e alívio. Fui chegando prá trás, com ele encostado na parede, até engolir todo seu membro com meu cuzinho faminto. Quando me preencheu todo comecei a rebolar no seu pau ao som bem ritmado da música. Prensado contra a parede e sem poder se mover, Pedro ficou se deliciando com minha bundinha peludinha empalada pela sua espada. De vez em quando eu ainda deslizava com meu cu até a cabecinha do seu pau e depois engolia tudo de novo. A música havia acabado e outra já estava começando quando Pedro explodiu num gozo alucinante dentro de mim. Só parei de rebolar quando seu pau, já amolecendo, escapuliu do meu cuzinho. Eu ainda me ajoelhei aos seus pés, tirei a camisinha do seu piru e despejei seu conteúdo na minha boca. Bem safadinho, abri a boca e mostrei prá ele sua porra lá dentro. Fiquei brincando assim, abrindo e fechando a boca, mostrando sua porra, por algum tempo até que em dado momento mostrei a boca vazia. - Engoli tudinho! Falei bem sacana. Sentamos no chão da sala e ficamos conversando e rindo animadamente. Depois de alguns minutos Pedro se levantou e me chamou para ir com ele até em frente a TV, dizendo que queria me mostra algo interessante. Sentado no chão, encostado no sofá, assisti a um vídeo onde um alemão se agachava sobre o rosto de uma loirinha e cagava um monte de bosta no seu rosto. Nem bem acabou o vídeo e Pedro manifestou o desejo de fazer o mesmo comigo. Ele estava com tanta vontade que achei melhor não contrariar seus 120 kg. Na sala mesmo, deitei-me no chão e Pedro agachou-se sobre meu rosto, sentando sobre minha boca e pediu que eu chupasse seu cu. Obedeci e fiquei ali chupando seu buraquinho até que ele começou a gemer e fazer força. Pedro então se levantou cerca de um palmo da minha boca e despejou uma bosta durinha dentro dela. Era enorme e quetinha. Fiquei ali um bom tempo com aquela merda na boca e com Pedro limpando a bunda na minha cara. Se eu comi o cocô? Bem, prá você saber é só escrever prá mim perguntado. E se quiser também cagar e mijar na minha boca escreva também: [email protected]

E-mail= [email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/05/2005 02:10:12
Argh!
RAYAN
26/04/2005 17:02:41
nossa cara isso é demais, tbm adoro sexo bizarro e se estiver afim poderemos fazer ou trocar experiencias me escreve viu ou me adciona no seu msn.




Online porn video at mobile phone


contoerotico.com/ tirei as pregas da novinha de inze anosbroderagem conto heroticos de peludos na mao amigaVidios porno miguelopos spporno chupando a bucheta da minha padroa em baixo da mesa na sala de reuniõesadoro ser enrabada conto eroticogordinhas costurado dando 2017 bundãonovinha bêbada chegando do baile funk vai dormir no seu quarto bêbada irmã bonita e entra lá e come ela dormindogaranhao erra a buceta e enfia o pau no cu da egua e ela se rasteja de dorcontos exitantes infiando calabresa na buceta minha irmã dormindo com shortinho de Lycra que mudamgozada de mule napica pornodi dicavaloConto erotico de adorecente batedo punhetapintudo lasca a priminhamostrando abuçeta pedindo para alguém comerConto porno virgem deflorada por traficante pauzudo da favelacanto erotico comi miha sograconto erotico gay vovo deu leite pro netinhotexto lindo pro namorado que patessa que foi eu que fizcontomorenaboacontos eroticos menage biSEXO CONTOS ERTOTICOS PEDREIRO CACETUDO ME FALOU UMAS BESTEIRAS FIQUEI TODA MELADA.www.xxvideo lourinha calvolga corno vercomtos eroticos flagrei minha entiada de quatro na cusinha de mini saia e com a calsinha enfiada na xana çomenininhao na siririca no banho escondidabebes crescidinhos porno gay amadorContos eroticos esposa amamentando e assistindo filme porno com os sobrinhosContos eróticos de incesto mãe tarada descabacando filho dotada com fotosnovinha bate punheta para o cunhado por R$10,00contos eroticosdei meu bucetao para um pauzudoContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormeconto conto minha esposa jogar bola na boca dela na minha boca fede filmemulhers com roupas detigrinhasgosadaspornodoidogarrafascontos minha bucetinha js tem pelinhosporno com5homens um na boseta no cu na boa e oresto na pirikitaflagra de coroa transando de bruço em praia de nudismopratico anal com meu cachorroa nora de São Paulo dentro da buceta fazendo zuadavideo cooelho mamano no homemm zoofiliaFotos homensatrevidos peladosprotesto so homem cacetudo peladosignifica sonhar que estou de sutiã e tanguinha dentro de casa e depois me sinto vergonhafilha puta aretando o pai saia curta sem calcinhamulher bebada em teyvameu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machoContos gays torando o amigo novinho lacradoContos terror na tailandiaporno brasileiro enteada ameacada dando pro padastrocontos porno padre gaycontos eróticos transformação marquinha biquínialfaiata xvídioSexo com fucionaria buceta apertadinha relatoscontos de tia dengosa que deitou no meu coloConto porno rola finaconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariotira do meu cu garanhao asssim doe tira vai. eu emploro pornorconto erotico descobri que o marido de minha irma e honosexual acabei comendo ele e minha gostosa irmamulher mal amada dando a b***** para sapatãocostos eroticos madrasta come cu de enteado com pintoporno com homem com baita tigãoContos eroticos : transei com a cavalona loura da xotona peludacontos eroticos pastor comedor de mulher casadaescrava sexual do papai contosdi vagar gero sinao doi meucu .xvideoflagrei minha patroa na siririca contosflagga de mulheres deficiente fisica se mastubandoassistindo um filme no sofá chupando uma rola grossaconto eróticocomedor de mulher alheia nu apanhaConto erótico de corno msgostosa safada senta toda arreganhada destraida na fente do padrastroirmãzinhas trazando com irmãovídeo pornô mulher bola toda agoniada para pica entrando em sua b***** mas não consegue porque a b***** muito apertadaminha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigoFodendo com meu amigo Astrogildo fotos de irmanzinhas mais novas provocando seus irmaos e levando pica durbranquinha de cabelo preto baby doll da buceta inchadaporno contos negao da mandiocaconto matuto chipadorvídeo pono tento fugi do negao mais se treme toda de tanto gozájacsom viu a irma de chortinho nao resistiuconto erotico perdi aposta e tive que deixar meu ermao gozar dentro da minha buseFui inciada pelo amigo do meu pai contos eroticosvideo porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cm xxvideosnovinhas virgem inocente com muito medoconto gay com hetero na mesaxchamster novinha da o cu ejacula pela bucetaas gasela mas brancas fud com pica bem grande e grutanodei uma rapidinha com meu compadre em casafiui porno gozada dentro sequiso roti so buceta grandenovinhas levando tapa na butinhacontos reoticos/lambemo o co da sobrimha de nove anosrelato chupando na escada do predioSacaniha reboado nos pauzaowww xvideos.mulher.de.che.o.marido.dorme.tra.fode.cunhadocontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhadepilando a minha tia gravida contos eroticosporno brasileiro oilando o gay brasileiro da banda lizinha tomar banhoxporno loko disparao do pauxvideos calibrosasxvideoa baxinhas de camisolar