Comprei sexo anal da amiga endividada


Um conto erótico de oies
Categoria: Heterossexual
Data: 11/02/2005 16:48:25
Nota 7.50
Assuntos: Heterossexual, Anal

Sonia era uma gostosa que morava no meu condomínio, professora de ginástica, teve academia mas faliu. Seu ex-marido a traiu com a secretária e deu no pé. Como moramos num conjunto sofisticado, com condomínio no valor de mais de 2 mil, imaginei como a gostosa estava passando dificuldades. Só se ela fosse personal de gente muito rica e poderosa, pra manter o padrão que tinha. Uma tarde, na piscina, puxei papo com ela sobre o assunto. ela estava de biquini, um pedaço de pano sumário, revelando todas as suas formas esculturais. Seis seios grandes me deixavam de pau duro, a sua barriguinha tanguinho era pura perdição, e que coxas, ewra vidrado naquelas pernas saradas da Sonia, que sustentavam um par de nádgas malhados e perfeitos. E ela contou que estava pensando em se mudar, mas que isso a feria muito, tinha orgulho de morar onde morava e de ter carro importado e roupas caras, enfim, saquei na hora que a moça faria de tudo pra manter o padrão. O papo continuou no elevador e eu disse que queria ajudar. Ela me convidou pro seu apê, e lá ela me mostrou o pedido de despejo. Fiquei assustado pela sua situação, mas ela disse ter certeza que ainda encontrava um jeito de reverter a situação. Me serviu uma bebida e se enclinou no sofá, pra escolher cd´s, de forma que sua canga subiu e revelou seu biquini atolado no rabo. Eu me aproximei e sentei ao seu lado, meu pau estava duro demais debaixo da sunga e ela não pode fingir que não notava. Falei que tava muito calor e pedi pra tirar a camisa, ela me ajudou, se chegando,e eu a puxei pra cima e tasquei um longo beijo. Logo tinha arrancado a parte de cima do biquini e mamava em seus seios enormes, depois a deitei no sofá, sacando fora canga e parte de baixo do biquini, sua xaninha raspadinha deliciosa apareceu, mas ela abriu bem as pernas e pediu que a chupasse, no que atendi logo. Cada pelo da sua virilha eu lambi, brinquei com seu grelinho na boca e ouvi seus gemidos. Enfiei meu cacete naquela buça gostosa e trepamos como dois animais, engatados. Antes de gozar, a fiz virar de costas, e deixie de 4 e bombei de novo sua xaninha, Sonia se segurava no sofá, gemendo alto, nossos corpos se batiam freneticamente e um cheiro de sexo espalhou pela sala. Segurei seus cabelos e sussurei em seus ouvidos que queria foder o cú. Sonia se esquivou, ficou de frente disse "no cú não". Pra me deixar feliz, passou a chupar meu caralho com carinho, sua lingua percorria cada cm do meu pau duro e me punhteva gostoso, daí falou "pode tudo menos atrás, ok?". Acabei gozando, ela levou uma esporrada no rosto mas depois deixou terminar sobre o chão, molhando seu piso, admirada com meu cacete se esporrando todo. Combinamos de conversar sobre suas dividas mais a noite, mas eu não apareci. Uma semana depois, Sonia me liga no inteerfone e me chama. Ela estava meio brava comigo, disse que eu a tinha iludido, "me comeu e sumiu", ela reclamou. Expliquei que o que eu mais queria ela tinha se recusado a dar, e achei melhor parar, pois não seria eu que exigiria ela dar algo que não queria. Sonia fez uma cara de bosta, fingindo não saber que eu falava do seu cuzinho. Durante a semana seguinte, cumpri minha palavra e paguei uma parte da sua divida e fui a seu apê levar os documentos. Sonia estava muito gostosa, de vestido preto colado no corpo, de alcinha decotado, com seus seios quase de fora. O tecido se estendia pelo corpo como uma outra pele, e fazia uma curva generosa no quadril. Fiquei de pau duro na hora. Ela percebeu. Agradeceu e disse que preferia ser mais do que só grata, mas queria ser minha por inteiro. Nesse momento, se virou de costas, deixando o vestido cair até o chão, revelendo sua calcinha tanga enfiada no rabo, Sonia se curvou e tirou lentamente, mostrando seu buraquinho. "VEm, eu dou o que voce quer..." disse, se apoiando no sofá. Se ajoelhou no carpete e ficou de 4, empinando o rabo pra mim. Tirei o pau pra fora da calça e encostei a cabeça no seu anus, que piscou, ela gemeu "devagar...". Fui entrando até a metade do pau, admirando meu cacete sendo engolido pelas suas pregas do cú, "que cuzinho apertado cê tem" falei. Escotei Sonia choramingar "ai, ai, como dói, é quente, tá me rasgando...", mas não parei até encravar todo o pau no seu rabinho. Passei a bombar mais forte e Sonia foi se largando no sofá, a cabeça no assento, respirava ofegante, aperteva os dentes nos lábios e pedia "vai logo, tá doendo muito, chega...". Me desliguei de seus pedidos e passei a admirar meu pau fodendo sua bubda, demorei bastante par gozar. A cada estocadda minha, Sonia compremira mais seus rosto contra o sofá, de seus olhos sainda pequenas lágrimas, e ela gemia sem parar "aai, aai, aai..". Seus gemidos me deixavam tarado, e cad atolada ela respondia com um "aiii..". "Chega, goza logo", ela pediu. Esporrei tanto no seu cú, que a porra descia pelas suas pernas e a deixaram toda melada. Quando tirei o pau pra fora do anus, ele tava todo avermelhado e gozado, uma porra branca ao redor do seu buraquinho acesso. Ela se atirou no chão e gemia "aiai, dá pegeando fogo". Se levantou e colocou o vestido na bunda, se limpando, ""num para de sair de dentro sua porra, seu safado". Perguntei se doía muito e ela sorriu amarelado, "você me rasgou toda, eu sabia que doia mas não tanto". Ela se leavntou e andava com dificuldades, as pernas meio abertas. No dia seguinte, era sexta, eu paguei outra parte da sua divida. E tomei um viagra, pensando em foder aquela bundinha de atleta até cansar. Fui ao seu apê e ela estava com uma carinha de triste. "De novo?", ela perguntou. Eu disse que sim, que tinha dorado foder seu cuzinho e queria mais. De novo ela foi até o sofá e se ajoelhou. Ficou de blusa, mas abaixou a mini saia até os seus pés. Ela nem me olhava, apenas se apoiou no assento e arrepitou o rabo. Bombei muito aquela noite, fodi até cansar como queria. No final, me vesti e ela ficou no sofá, encolhida. No dia seguinte, a vi na garagem, andava daquele jeito, meio devagar, passo a passo, pernas meio abertas. Encostei-a no carro e desci a mão até sua bunda. Ela pediu pra parar, mas ergui seu vestido e acariciei suas nadegas. "Aqui não seu tarado". Como era tarado pela sua bunda mesmo, não me contive e falei "só uma rapidinha". Tirei o pau pra fora e meti no seu cú, ela se apoiando no carro, no escuro da garagem. Bombei rapido e o medo de ser descoberto me excitava. Ela se virou e pediu "num goza em mim, por favor". Eu sempre chato, acabei gozando ouvindo aquilo, e enxarquei seu anus com minha porra, sua bundinha sarada com marquinha de sol balancava pros lados enquanto eu gozava. Puxei o vestido pra baixo. Sonia arrumou seu vestido e falou "fiquei toda melada, vou sair como assim, seu puto". Perguntei se ela sabia que hoje eu acaba com a divida do condominio, ela disse que sabia, e que hoje a noite eu ia querer comer seu rabo muito. Ela não disse nada e entrou no carro continua

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/01/2009 02:32:04
Cadê o restante? Estava indo bem...nota 7
25/02/2006 23:56:29
tudo bem que pagou as dívidas, mas custa deixar a mulher que você acha gostosa, mais gosta ainda, te demonstrando que tá gostando da foda!
bubuta
19/02/2005 14:40:13
voce nao foi nada carinhoso com ela.Da proxima,excita-a ok?
Rogo
13/02/2005 13:26:08
Dá uma lambidinha no cuzinho, bota ela de ladinho, faz um carinho no grelinho, dá uma cuspidinha no pau e bota devgarinho acariciando o grelinho, porra cara ela goza antes de ti. E vê se aprende porque eu não ensino mais em?
carol
13/02/2005 02:31:20
se vc tivesse dado pelo menos uma cuspidinha pra lubrificar,ela teria adorado.A seco não dá seu trouxa.
Mineirim
12/02/2005 16:01:59
Valeu, o conto é bom, mais se vc fizer o serviço com carinho, vai ter cú pra meter o resto da vida, seu troxa
moreno40
12/02/2005 15:50:01
eu tb queria uma vizina gostosa dessa, mas seria um bom carinhoso com a moça, né não. o conto é bom vale 8

Online porn video at mobile phone


casa dos contos ecomo tornei gaySou uma exibicionista casada e o garoto bate punheta me olhando peladacontos eu meti meu picao nela sem pena incestoXVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibusdoce nanda parte cinco contos eroticosgordinha paresendo emanueli nuax videos maranesse bucetudascache:zdorovsreda.ru/texto/2013051431xxvideos lariha do briquito de eguavideos de sexo filhas gemiase paifantasia eroticonegraomulher do bucetao paresendo uma jegonaporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkcontos eroticos com minha esposacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeconto na enchente comi a mulher do chefecacete de velho de 90 ainda levanta conto eróticoconto erotico descobri que o marido de minha irma e honosexual acabei comendo ele e minha gostosa irmamulher. de59 anos godtoza de chprtinhoporno com homem com baita tigãoasxxxxxcomseio exitadocomendo minha cunhada que veio morar com agente aspanterascontos eroticos na escola com inspetormullheres fodem tarado apulso como vingancaVou contar o primeiro chifre com caseiro do sitiominha irma chorou quando tirei seu cabacinhoqual sao sinal quando mulher gosta ser encoxadaflagranoescritorioprica cavalacontos erotico cumir o cuzinho da minha irmazinha deficientetefone fixo de coroa rica tarada pra transa 40conto anal negra popozaocontos eróticos menina dando o cuzinho vídeo safado mortalidadeContos eróticos esposa e Sogracontos picantes de amor gaysoros .pornohomem gostoso da rolona hàhàhà gemendoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindo de brucoescandalosa fogosa e gulosa tomando tapa na bunda pornô doidoporno tirano porra jericamamadelas e fodas na buceta fundaxvideos dificil pra vc lukacontos eiroticos leilapornesposa sendo enrrabada por dois garçons no banheiro da churrascariasexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrosou casado e a prima da minha mulher veio morar com nosco maz umbelo dia chego e minha esposa nao esta ai pego sua prima se masturbano vou contar como foimelhore estrupa amiga chupandoa a forsa porno fasil asesoContos porno com motoristacontos fudedor criolo de voadinhos e gaysveio e foi comer o cu da novinha pede o recado e tirei a virgindade e saiu sangue da buceta e ela pega no meu pau cagou XVídeospirocas grossas veiudas babando fotoscontos eroticos fingi um assalto pra transar com meu filhoXVídeos eu quero ver a novinha levando o cachorro para cima da cama Fica alisando ele e ele o cachorro come ela em cima da cama delacontos eróticos de meninas de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho rosabonecas enchendo o cu da mariconacontos sou casada e dei pra um garotoRelatos de incesto novinho jumento pega mae e irma pelo cutezãozinho fodendoloirinho conto gayconto meu marido me chupou cheia de porra do meu amanteVamp19- Casa Dos Contosnovinha dançando só de calcinha e de óculos e botãozinho vermelhoPorno casero fudeno I falano com um corno nu celulacontos eroticos cona madura sofre com piça ggamiga ecitando o namorado da melhor amiga enquanto ela ta enterdidapiricudo de floripavídeo de bobão grandão batomEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãocontos veridicos com enteadasContos eróticos mãe amamentação encontrar casadafoneContos pornos-fodi a mendigaManda vídeo pornô das atrizes mais belas do pornô transando com cachorro engatado arrastando ele era luz clique desesperada chorandopornodoido de negãos arebentandos as pequenas loirinhasbundinha redondinha do viadinho.contos eroticosvídeos mulheres brasileiras chupano e morde pau DOS homensInseminação contos eroticos cropped mulher chorando no cacetequero vídeo XVídeos as magrinha galeguinha novinha de sainha afogada mostrando os lado da periquitacincesto irma dando pro proprio irmãzinho novinhoxvideosporno tarado castigando buceta visivelmenteconto fodi minha professorasfotos de sexuisualtarado nuonibucontos gay chule do padrinhocontos eiroticos leilaporn