Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Comi a bundinha da mulher do ciumento...

Um conto erótico de Gabriel
Categoria: Heterossexual
Data: 31/07/2002 11:28:18
Nota 9.08
Assuntos: Heterossexual

Coisa boa e gostosa ou você guarda pra enterrar junto com você ou conta pra todo mundo. Então resolvi contar. Mudei nomes e alguns detalhes. Vamos lá...

Eu trabalhava com a Marina, mulher de 28 anos, muito simpática e muito gostosa.

Seu corpo era mesmo um colírio, principalmente quando vinha de calças compridas mais justas, ou saias justas e expunha suas belas formas...

Casada, muito dedicada a família e ao marido... Trabalhávamos numa empresa de materiais eletrônicos, ela era encarregada de um setor de produção e eu da administração...

Tudo começou quando fizemos juntos um curso, dentro da própria empresa. Passamos a ficar perto, a conversar mais e acabamos nos tornando amigos. Na hora de café, de almoço, eu e Marina estávamos sempre falando de assuntos da empresa ou outras coisas.

Nossa amizade fortaleceu-se quando ela se transferiu em promoção para o andar do escritório, e por sorte veio provisoriamente para minha sala, que tinha eu, dois mensageiros e duas auxiliares. Sua mesa ficaria ao lado da minha, o que de certo modo, nas horas de maior folga, fazia com que nossas conversas se estendessem pelo dia todo.

Dos assuntos de trabalho, passamos aos assuntos de família, filhos, mulher, marido e essas coisas. Marina tinha um olhar as vezes deprimido, as vezes alegre, ela tinha um rosto firme, semblante forte e um sorriso de garotinha, muito bonito por sinal.

Eu já com 47 anos, tinha minha vida familiar definida, porém... Sempre tem porém...

No meu casamento faltava mais embalo, mais coisas novas e isso não acontecia mais. Marina então passava a falar mais do seu marido e suas atitudes com os filhos ainda pequenos e sua rigidez com ela. Ele a controlava em todos os sentidos, até pra ir na mãe ele a levava, esperava e assim em todos os lugares. Quando nossa conversa foi ficando mais intima ela disse que ele examinava inclusive sua roupa, roupa intima e as vezes sua bucetinha.

- Como? - perguntei...

Ela disse:

- Quando saio do banheiro após um banho, ele examina toda minha roupa, inclusive a calcinha e se algo estiver estranho, ele vem com aquela de querer brincar e põe um dedinho na buceta, pra ver se ainda tem alguma coisa, se caso eu o traísse. Eu nunca trai ele e nem tenho coragem...

Nesse mesmo assunto e falando em sexo, ela dizia que ele a procurava quase todos os dias e quando não o fazia, dava um jeito de cheirar a bucetinha dela ou examinar a calcinha. Sempre antes de meter nela ele mexia na bucetinha dela com os dedos, como se estivesse mesmo examinando, colocava o pinto devagarinho pra ver se estava dilatado, molhado, essas coisas... Marina aos poucos se abrindo me confessou que nos últimos meses já não sentia mais nada com ele, já era difícil lhe abrir as pernas e fingir que gozava. Depois ia pro banheiro se masturbar. Aí o melhor da conversa...

Ela dizia que uma vez brincando com ele, pediu pra ele colocar na bundinha, ele se afastou dizendo que jamais faria isso com a mulher dele, que isso não era correto, não era sadio e falou um monte de besteiras. Nunca mais depois desse dia, ela tentou fazer isso com ele... Na sequência eu perguntei:

- Você já fez alguma vez.

Ela respondeu:

- Sim, umas duas vezes quando ainda menina, com um primo e gostei, mas depois nunca mais fiz.

Meia tímida ela me perguntou:

- Você gosta?

Respondi:

- É a coisa que mais quero que minha mulher me dê, mas, infelizmente por causa de religião e essas coisas, nunca fizemos. Tentei uma vez e nunca mais ela deixou, dizendo que aquilo não era certo.

Nossa conversa amarrou nesse assunto e continuou no dia seguinte, quando ela disse:

- Puxa!!! Essa noite foi daquelas... Meu marido veio por cima, gozou, virou de lado e dormiu, nem viu se eu tinha gozado ou não...

Com o tom da conversa Marina, percebeu meu estado de excitação e eu o dela, ficava corada, e os biquinhos dos peitinhos apontavam pra lua.

Aí resolvi provocá-la e dizia:

- Meu amor, então dá o rabinho pra mim, vou te colocar nas nuvens!!! Ele nunca vai saber de nada, e você realiza seu desejo e eu o meu, porque olha, já ando em ponto de bala com você e nossa historia....

Ela riu abaixou a cabeça me chamando de louco, maluco... Etc...

Cada vez que ela levantava eu secava a bunda dela, de propósito pra ela me ver olhando e ela também já fazia questão de se exibir um pouco mais.

- Marina me dê esse tesouro!!! - Eu já mesmo em tom de brincadeira implorava assim por aquilo, e realmente já fantasiava comer aquela bunda...

Uns dois dias depois, eu ainda assediava seu rabo de manhã, quando ela me chamou de lado e falou:

- Eu pensei muito sobre isso e passei a me tocar sempre todas as noites imaginando isso com você e decidi atender o seu pedido, mas olha, tem que ser muito bem planejado e bem feito, se meu marido me pegar ele me mata e mata você também. Outra condição, na bucetinha jamais... Ok?

Eu concordei e precisava agora achar um jeito de ficar sozinho com ela. Seu marido saía cedo e voltava a noite, entre 18:30 e 19:00hs então combinamos assim quando ela chegasse, iria puxar o fio do telefone na entrada fazendo ficar sem linha, seria tarde quando descobrisse e no outro dia chamaria um técnico e adivinhem quem seria. Técnico??? Claro! Eu...

Ela fez tudo direitinho, desligou, seu marido chegou ela esperou até tarde pra ligar e quando pegou o telefone, não estava funcionando, sem linha. Então ela combinou de chamar e a pessoa viesse a tarde, ele concordou e disse que não poderia, pra pedir pra mãe dela vir ou então ela, saísse do trabalho e acompanhasse o técnico pois deveria ser coisa rápida. Tudo feito, combinado. Eu em êxtase profundo, pedi uma licença pra sair mais cedo e ela faltaria pra cuidar disso e voltaria para o trabalho.

Tremendo cheguei à casa dela, com uniforme e capacete pra não ser reconhecido e bati palma, chamei, ela respondeu, pra vizinha ouvir, perguntou de onde era eu falei da empresa tal para ver o telefone etc...

Ela veio sorridente e abriu o portão, entramos com todo o protocolo, eu na frente, ela atrás, e fomos diretos pra sala. Ela deixou as portas e janelas abertas pra não causar desconfiança nas vizinhas que eram muito amigas do seu marido.

Havia um lugar próximo do barzinho, onde ficava também um telefone, que não daria pra ninguém ver nada. Em dois minutos arrumei o telefone, ele iria ligar pra ela ou ela ligaria pra ele. Nos agarramos de pé próximo do barzinho, a cena e o medo da surpresa nos deixavam mais excitados abracei-a com muito tesão e ela a mim nos beijamos acariciei todo seu corpo, abri sua blusa e pus seus peitinhos maravilhosos pra fora e chupei os dois, com um tesão de maluco, já imaginando o que viria ainda pela frente.

Ela totalmente entregue e nos carinhos que eu fazia ela gemia muito baixinho e gostoso. Abri seu cinto, baixei sua calça até o joelho e a visão foi a mais linda que vi nos últimos tempos, uma calcinha molhadinha o volume da sua bucetinha expondo seu tesão, seu grelinho despontava pelo pano da calcinha abaixei até o joelho também e não resisti abocanhei sua buceta com um desejo extremo e uma volúpia alucinante. Fiz ela gemer quando abri bem minha boca tocando seu grelinho com a língua, subindo e descendo e já acariciando sua bunda fiz ela gozar em minha boca, foi a coisa mais gostosa que bebi até hoje, suas contrações eram deliciosamente doces, não sei como relatar isso, mas o liquido do prazer dela era algo muito saboroso, bebi como se fosse a ultima gota num deserto, ela não deixava enfiar nada dentro só a língua, nem o dedo.

Tirei o resto da sua roupa, a virei de costas e o que era por fora era mais lindo por dentro, aquela visão me fazia parar para admirar a forma daquela bunda e brincando já com ela, seu reguinho, cheguei no seu cuzinho, confesso já estava molhado também estranho aquilo mas ele estava molhadinho também. Pra facilitar meu trabalho, ela se ajoelhou e ficou de quatro apoiada num banquinho do barzinho. Sua bunda arrebitada pra mim, me pedindo socorro era a visão do paraíso. Lambi, chupei aquele cuzinho como nunca fiz em mulher alguma, enfiava um dedo, as vezes dois e ia dilatando-o aos poucos pra relaxar enquanto ela gemia e já pedia pra colocar logo e eu ainda brincava ainda mais com ele e a levei a loucura quando lhe dava umas mordidinhas na beiradinha do seu cuzinho ou então mordia ele por inteiro de leve, não sei mas acho que o calor da boca, a língua e as mordidinhas deviam causar a ela uma sensação maravilhosa, porque ela gozou de novo.

Passei um óleo próprio, sem cheiro e apontei meu pau praquele cuzinho. A sensação e a vista maravilhosa do meu pau naquele cu, era fantástica. Encaixei a cabeça, não queria fazer doer nadinha, apertava um pouco e voltava seu cuzinho aos poucos ia se dilatando, até que a cabecinha do meu pau se alojou no anel todinho e ficando lá dentro. Ela ainda contraía, o que dificultava, mas com paciência eu deixava e forçava devagar, pedindo a ela que se soltasse pra facilitar, ela conseguiu e aí fui colocando um pouquinho de cada vez, tirava, massageava seu cuzinho, ela já procurava pra deixar lá dentro de novo eu enfiava e tirava e o anel já não se fechava muito rápido. ela estava gemendo e adorando coloquei mais um pouco até mais da metade e o deixei ali dentro só brincando, de entrar e sair e fui indo até bater meu saco no corpo dela e amassar minhas bolas. Tinha enfiado tudo dentro daquele cuzinho. Fiquei parado e passei a mexer aos poucos, ela disse não doer nada, apenas ardia um pouquinho mas estava delicioso. Puxei e enfiei varias vezes, entrando e saindo daquela bunda fenomenal e já estocando ela com mais força anunciei meu gozo e ela acelerou uma masturbação e gozamos juntos eu jorrei muito liquido dentro dela, ela adorou e me segurou lá dentro não deixando eu sair daquela posição. Queria que meu pau saísse sozinho.

Nesse momento o telefone tocou, era seu marido ela me fez sinal de psiu. e atendeu...

- Oi amor... Tudo bem... Já arrumou sim só estava limpando aqui e já vou pro serviço de lá eu te ligo, tá??? - ele falava mais alguma coisa com ela e ela com meu pau dentro do seu cuzinho, falando com o seu marido, foi uma cena que jamais vou esquecer na vida.

Mesmo ainda falando com ele, ela me puxava e me enterrava ainda mais dentro dela aquilo me deixou muito acelerado eu não podia nem tossir, mas em minutos, sem tirar meu pau de dentro dela fui ficando excitado de novo e o volume aumentando lá dentro sentia seu cuzinho muito quente e fui mexendo. Aí ela puxou mais assunto com ele e eu fiquei mais tesudo ainda. Ela fazia pra ele umas perguntas, que exigiam respostas mais longas, enquanto eu, já com meu pau ardendo, recomecei a foder seu cu, com mais rapidez e em silêncio total eu fodia aquela bunda enquanto ela falava com o marido. Era sensacional, antes que ela desligasse, eu a puxei, ela gemeu e gozei de novo lá dentro. Ele deve ter perguntado algo, ela disse ter batido o braço no barzinho e sim amor não amor... Gozei como nunca. Tirei meu pau, todinho dolorido, sua bundinha abertinha, seu cuzinho arregalado fui me lavar e ela desligou e veio logo em seguida.

Nos lavamos e voltamos para o trabalho. Pra não dar bandeira, voltei quase no final do expediente e ninguém percebeu nada. No outro dia, ela me contou que ele a tinha cheirado mais que o normal ela até se preocupou, ela disse:

- Anjo se me quiser tudo bem, é que amanhã vou ao medico porque estou com meu intestino preso, e hoje quando fui ao banheiro chegou a me machucar por trás.

Ele reconfirmou que deveria mesmo ir a um medico mas não se contentando colocou ainda um dedinho na bucetinha dela ela que se fazia com tesão e disse que se ele quisesse que não demorasse, por que ela não estava muito bem e queria tomar banho e essas coisas. Ele a deixou de lado depois na cama a fodeu caiu para o lado e dormiu.

Eu e Marina passamos a ter um caso anal ela nunca me deu a buceta, em contra partida seu rabo era só meu. Fodemos ainda quase um ano, e depois eu saí da firma ela também e se mudou, e não nos vimos mais.

Eu lamento e sinto muito, porque adorava aquela bunda e ela dizia que era só minha. Espero que ela volte um dia porque morro de saudades dela e da bundinha dela... Se alguma mulher precisar de um técnico pra ver seu telefone quebrado fala comigo... Gabriel...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
dmm
07/04/2014 10:34:35
Este realmente é antológico.
02/03/2013 23:14:22
Esse conto é antológico e excelente! tempos antigos da casadoscontos, da época que a página do site era preta de letras amarelas e nao precisava de login! Tem alguém aqui daquela época? kkkkk
09/11/2012 23:39:57
comer casada e uma delicia!!! e ela gozar falando com o corno é simplismente espetacular!!!
03/10/2012 18:49:49
03/10/2012 18:49:46
.
18/05/2011 14:23:57
Abre o olho com essa mulher, ao invés de ficar abrindo o olho dela..
18/05/2011 14:22:23
Tudo qu
14/04/2009 14:45:17
Gostei do conto seja verdade ou não como eu gostaria de conseguir um cuzinho assim, ando louco louco de vontade de comer um cuzinho assim e não acho este conto me fez bater 2 punhetas.Ai que vontade de comer um cuzinho de mulher casada!
09/03/2008 08:09:23
essa eu também já comi, ela gosta muito é de chupar uma pica. mas o bundão dela ninguem pode despensar.
12/11/2007 21:24:13
É por isso que quando a minha mulher me ofereceu o seu cuzinho, eu não neguei fogo. Passei Gel KY, coloquei meio dedo, depois introduzi ele todo. Logo após coloquei dois dedos, massageei bem aquele buraquinho apertado, passei mais gel, coloquei a camisinha e pronto! Ela gostou tanto que virou moda lá em casa. Eu é que gostei né. Me amarro num cuzinho, mas tem que meter com jeito.
29/10/2007 04:26:59
Conto bem contado e com gosto de quero mais.. quero saber mais...
27/12/2006 12:33:52
Muito bom o conto.
livia capelo
02/03/2006 18:45:52
ai come meu cuzinho tb...o meu namo soh come a minha xoxotinha...ai eu quero arromba meu cuzinho...aiai vo gozaaaaa
ALEX
02/03/2006 14:09:03
MUITO BOM MESMO!!!
comedor de cu
28/02/2006 12:21:36
Vai todo mundo tomar no cu
peão
23/02/2006 02:29:06
seu merda mim da o telefone desta puta que ela vai ver como se fode um cu.
Carlos Brasil
19/02/2006 07:32:50
Sei como vc se sente. Eu tb já comi diversas vezes uma gata enquanto ela falava ao celular com o marido. Só que comi a ela TODA. Numa dessas o marido percebeu e começou a chorar no telefone. E ela deu o maior esporro nele, desmentindo, dizendo q ele tava louco. Foi foda!
edilex
18/02/2006 17:50:22
Maravilhoso, simplesmente o máximo, e ainda fazer o corno ouvir o gemido... não tem preço
bola de fogo
17/02/2006 17:05:15
eu ja comi o cu de uma dona ela falando no celular com o namorado e do caralho.....
Taylor
09/02/2006 00:22:22
Ô Biel, este conto ja tem tempo que rola na net....acorda companheiro...




Online porn video at mobile phone


deixei ele encoxar minha mulher videosdopei sobrinho contoslemarc as menina que tava chupando a rolapornodoido desmantelando o cu da laira na cozinhan********* tomando esculacho de pica brutamonte da tardeencoixo novinha de pau torto e gozaembebedei minha esposa contoscontos eroticos minha filhinha meu amor minha vida cnnvideo mendingas sentando na cabeceiraa aula terminou iih eu fiquei na sala na siririca no xvideocontos erótico evangélica novinhavídeo porno gay sensualismo mundobicha.comFilme de porno garoto batendo puhentamulher enfiando um pepino enorme na buceta fazendo barulhocontos de cú de solteironaXVídeos10 de pornô blog.br bunda grande virgemas bucetas mais esgassadas gozandoconcha do gozando na boca do cunhado gayXvideo irma uza massage para seduzirxxvideo dudendo a sogra na madrugadatraisao na cozinha muile de camizolovídeo do acidente de Goku comendo cabeludoxvideo porno erotico esposa traino o marido ela dano o cuzinho americanacontos enfiada no cuvidio disexe porno yotubemulher chupando uma rola bem grossa e grandechega engasgarwattpad ele seguro na minha cintura com força empurrava seu pau grosso na minha busetacontos de mulheres safadas qu finjem dormir para ter o cu arregassadocontos eróticos flanelinha filme os seios e coxascontos eróticos pique escondecontos eróticos minha esposa virou Alfaiate emS-&-w- Casa Dos Contospornodoido mae muito encitada violado o seu filhoEu te amarrei novinha vagibaO dia q virei cdzinhamulher gostosa marombada toda forte foi xingar o homem esse homem estuprou ela fez ela bater uma p******conto erotico gay viado submisso vira femea do negaovideo com historia amãe seduzindo afilha novingaxvideos novinha fez muita careta de dor dando pro vergalhao grossoContos eróticos! Dog gigante engatou e mim e eu sangreipassou guspe e comeu meu cuxvideo Welton comendo o cu da sua primaA garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado xvideosxvidior minhar prima perde que eu chupase a budeta dela conto gay o meu sonho de consumo Gorda e estrup a dápor marido XVídeoschupando minha bucetinha lisinha contos eroticosporno doido travetis fundenoa gordinha morena kuduro dando para o negãoNovinha da vagejadacontos eroticos meninas de doze anos transando com pai com calcinha preta com lacinhos rosavelhas festejando c negros cacetudosContos eroticos menina d oito anos deflorada por pedreiro iper dotadocontos eroticos feminizaçao do garotinho maecorno frouxo contoslindas foto d moreninha gostosa nua peitinhno bucetinhacontos deu o cu para o cachorranovinho vendo o roludo pela janela e ficando loucoContos eroticos chantagiei e chupei minha maninha mulekinhos rola cabecudacontos arregacei o cu da coroa verdureiratravesti da rola super grande dando o cu e gorsandocontos contos eróticos de gay dando para o pastorVídeos de homens dando aquelas linguadinhas pornôencoxada na gostosa d xortii xvideosContos porno bucetinha da bisnetinhapedreiro fode menina em cima do andaime pornôhomem que fode muitohttps://www.yahoo.com/Conto erotico magnataconto de filha bando de biquine e acabou dando a bucetaporno zoo mulher presa no canino fodida toda noite xvideoscontos tio vc e dotadao aiaiai fotos pornoconto eroticoesposa submissafodas na sacristiaputao de esteio chupador rsxnxx Gleice novinha de Ipatingacontos porno fui obrigado a pagar a apostaabusando a enteada dormi.dobabe xvideoxxvideo dudendo a sogra na madrugadafrecando a paciencia do brutoestupro esposa contos eroticosxvídeos minha sogra me tranca no banheiro e agarra no meu pau bem gostosorelatos reais de meu tio me diz que é macho alfacontos casada seduzida pelo caseiro picudoefiou a pica todinha no geysinho sem camisinha ele gostounovinha levano caralho de trinta centimetrosconto erotico afeminado esposa dedos no cu consolo